sexta-feira, 25 de maio de 2018

CAMINHONEIROS NÃO ACEITAM PROPOSTA E GREVE CONTINUA


Michel Temer convocou as Forças Federais para desobstruir as rodovias
O movimento nacional de paralisação dos caminhoneiros refutou a proposta feita pelo presidente Michel Temer na noite de ontem, 24, e o movimento grevista não só foi mantido como ganhou reforço. Em diversas cidades, como em Poços de Caldas, município do Sul de Minas Gerais, a paralisação está recebendo o apoio de mototaxistas e motoentregadores e os agricultores decidiram ampliar a manifestação. Eles estão doando toda a sua produção por não ter combustível para levar os produtos para as cidades e estão levando seus veículos, como tratores e caminhões, para os pontos de paralisação nas rodovias da região.
No vizinho município de Santa Rita de Caldas, uma convocação está chamando todos os motoristas para se deslocarem com carros, motos, caminhões e máquinas agrícolas para o trevo de entrada da cidade. A intenção é bloquear, a partir das 17h desta sexta-feira, 25, a BR-459 no trevo de acesso à cidade.
A rejeição à proposta de Temer se deve ao fato de que, de acordo com os caminhoneiros, a reunião, que durou mais de sete horas, realizada no Palácio do Planalto na tarde e início da noite de ontem não tinha nenhum representante da categoria. “Fizeram uma panelinha para desestabilizar o movimento, entraram na sala e não deixaram que nenhum representante dos caminhoneiros entrasse”, afirmam.
Educação
Diversos municípios da região, Poços de Caldas, Machado, Varginha, Pouso Alegre, Lavras, Três Corações, entre outras, já estão sofrendo tanto com a falta de combustíveis como de inúmeros gêneros alimentícios.
Tal situação levou as secretarias e superintendências de ensino, assim como universidades, como Fatec, Unifal, Unis, Unicor, entre outras, a suspenderem as aulas. Em alguns casos, essas medidas já estão vigorando desde ontem, 24.
A Secretaria Municipal de Educação de Poços de Caldas divulgou nota nesta sexta-feira, 25, suspendendo as aulas de toda a rede municipal na segunda-feira, 28, e informando que também não haverá atividades nos centros de educação infantil na terça-feira, 29.
De acordo com a nota, a suspensão das atividades escolares se deve ao desabastecimento de combustíveis e, principalmente, de gêneros alimentícios, o que dificulta a preparação da merenda escolar.
As aulas perdidas serão compensadas de acordo com o calendário escolar de reposição e a nota é encerrada informando que novo comunicado será feito no início da semana orientando quanto ao retorno às aulas.
Com a mesma observação a Secretaria Municipal de Educação de Varginha, também município do Sul de Minas Gerais, divulgou nota suspendendo as atividades da rede municipal de ensino e dos centros municipais de educação infantil a partir da segunda-feira, 28. Havendo retomada do abastecimento as atividades retornam ao normal na terça-feira, 29, caso contrário, a Secretaria emitirá nova nota.
Saúde
Por todo o país, e em Poços de Caldas não é diferente, hospitais já estão sofrendo os reflexos da paralisação dos caminhoneiros e alguns deles estão suspendendo os atendimentos. Inúmeros hospitais estão com baixo estoque de oxigênio ou já na reserva, fato que pode provocar óbitos, principalmente nos casos mais graves, maternidades, Unidades de Tratamento Intensivo (UTI’s), UTI’s Neo Natal e Centros de Tratamento Intensivo (CTI’s).
Além do oxigênio, outra preocupação é em relação à reposição de medicamentos. Esses materiais vêm do Rio de Janeiro e São Paulo e os caminhões parados nos pontos de bloqueio.
Um exemplo dessa situação em Poços de Caldas é o Hospital Santa Lúcia, referência em atendimento cardiológico em toda a região, e onde, de acordo com o gerente Financeiro, Frederico Félix Gonçalves, o hospital dispõem de estoque para alguns dias, no entanto, a preocupação é virtude de não haver qualquer previsão de quando a situação irá ser normalizada.
Desde hoje, 25, estão temporariamente suspensos os serviços de transporte prestados pela Secretaria Municipal de Saúde a pacientes, chamados de transporte sanitário – procedimentos agendados, como fisioterapias e consultas que podem ser feitos em outra data – visando assegurar a operacionalidade das ambulâncias e da motolância do Samu. A Ouvidoria Municipal de Saúde está à disposição para esclarecer dúvidas e prestar outras informações através do telefone 0800-283-0324, de segunda a sexta-feira das 8h às 17h.
Emprego da Força
Em pronunciamento em rede nacional no início da tarde desta sexta-feira, 25, o presidente Michel Temer (MDB) acionou a Força Nacional de Segurança, Forças Armadas, Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Federal, e convocou os governadores a acionarem a Polícia Militar nos estados para acabar com a paralisação dos caminhoneiros e desbloquear as rodovias. (Acompanhe o pronunciamento através do link https://youtu.be/mg3BOR1G69w)
Um Decreto Presidencial está sendo preparado para dar legalidade às ações que devem colocadas em prática já a partir de amanhã e será publicado no Diário Oficial da União deste sábado, 26.
De acordo com o Ministério da Justiça, a Força Nacional de Segurança Pública é um órgão de cooperação federativa. Sua função é preservar a ordem pública, a segurança das pessoas e do patrimônio. É uma tropa de “pronta-resposta” que atua em situações de emergência e calamidade pública, além de operações ambientais, além de trabalhar em conjunto com instituições de segurança pública de qualquer região do país para resolver os mais diversos tipos de conflito.
Pauta
As lideranças nacionais dos caminhoneiros divulgaram uma nota apresentando a pauta de reivindicações da categoria dando prazo até a próxima segunda-feira, 28, para serem atendidos e as ações que deverão colocar em prática a partir da terça-feira, 29.
Leia, abaixo, a nota na íntegra:
Para evitar as mentiras da imprensa, segue abaixo a pauta dos caminhoneiros:
A) Frete mínimo nacional;
B) Corte total do Imposto PIS/CONFINS sobre o diesel e gasolina;
C) Redução dos pedágios para caminhoneiros;
D) Fim da CIDE (parcialmente cumprido pelo governo);
E) Renegociação das dívidas dos caminhoneiros; e,
F) Estradas em bom estado.
Essa é nossa pauta e o governo nada fez, apenas cortou a CIDE, porém, não sãotrês3 centavos que vai fazer o movimento parar.
O prazo para o governo atender nossas reivindicações é até segunda-feira, 28, mas com caminhoneiros paralisando as vias de acessos. A partir do dia 29 iremos radicalizar e paralisar ainda mais o governo. A partir de terça-feira, caso todas as pautas não sejam atendidas iremos:
1) Bloquear totalmente todas as estradas federais, deixando apenas veículos de polícias, ambulâncias e bombeiros passarem;
2) Paralisação total dos portos e aeroportos;
E nova pauta a ser incluída além das pautas de A a F, vamos incluir:
G) Renúncia do presidente;
H) Renúncia dos presidentes do Senado e Câmara;
I) Eleições antecipadas.
Quem quebrou a economia do país foi o roubo de vocês políticos. Acabou a brincadeira.
O prazo está dado e o relógio correndo.
Vocês políticos quando querem desviar recursos, aprovam até leis, porque não agora, aprovam leis para benefício do povo?
Cadê o povo brasileiro pra apoiar os caminhoneiros, o gigante não havia acordado? Cadê os agricultores com suas máquinas na pista ou não usam óleo diesel? Cadê os professores, médicos, polícia, cadê o povo brasileiro pra se unir e lutar pelo Brasil? Não é só o caminhão que pede socorro, mas, sim, a população brasileira! Acorda povo, vamos pra rua, tem que ser agora ou estaremos todos ferrados!”

PARALISAÇÃO DOS CAMINHONEIROS ALTERA HORÁRIOS DE ÔNIBUS EM POÇOS DE CALDAS


Prestadora do serviço de transporte coletivo urbano divulgou tabela com os horários das linhas para sábado e domingo
Conforme havia informado em matéria publicada ontem, 25, o transporte coletivo urbano em Poços de Caldas, município do Sul de Minas Gerais, poderia sofrer estrangulamento e, por falta de combustível, serviço ser paralisado a partir da próxima segunda-feira, 28, com a continuidade da greve dos caminhoneiros.
Visando assegurar a prestação do serviço, a empresa Auto Omnibus Circullare, concessionária do serviço em Poços de Caldas determinou a paralisação dos carros de reforço de algumas linhas ainda ontem, 24, e tinha condições de atender todas as linhas normalmente até hoje, 25.
Como foi adiantado pela blog na postagem de ontem, com a manutenção da paralisação, a empresa entrou em estágio de precaução e, para não penalizar o usuário, definiu novos horários das linhas para este sábado e domingo, dias 26 e 27, respectivamente.
Fique atento, pois, algumas linhas deixarão de ser atendidas, com o Expresso Santa Ângela, Integração Fazendas, Represa Bortolan e Santuário Mãe Rainha.
Confira as tabelas de horários:

CONHEÇA A DIFERENÇA ENTRE FORÇAS ARMADAS E FORÇA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA


A primeira é formada pelo Exército, Marinha e Aeronáutica, a segunda é um órgão de cooperação federativa para preservar a segurança das pessoas e do patrimônio
Na tentativa de desbloquear as estradas federais tomadas pelos caminhoneiros, o presidente Michel Temer (MDB) anunciou o uso da Força Nacional de Segurança Pública. Logo surgiu a dúvida: o presidente estaria se referindo às Forças Armadas? Não. Há uma diferença entre os dois grupos.
As Forças Armadas são constituídas pela Marinha do Brasil, Exército Brasileiro e Força Aérea Brasileira. Esses instrumentos militares são responsáveis pela defesa do Brasil e são permanentes e regulares, atuando sob a autoridade suprema do presidente da República.
Entre as funções das Forças Armadas está assegurar a integridade do território nacional; defender os interesses e os recursos naturais, industriais e tecnológicos brasileiros; proteger os cidadãos e os bens do país; e garantir a soberania da nação.
Já a Força Nacional de Segurança Pública – criada em 2004, pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), por meio do Decreto 25.289/04 – é um órgão de cooperação federativa que tem a função de preservar a ordem pública, segurança das pessoas e do patrimônio.
Segundo o Ministério da Justiça, trata-se de uma tropa que atua em situações de emergência e calamidade pública. A Força Nacional atua em situações de emergência e calamidade pública, em conjunto com instituições de segurança pública em qualquer região do país para resolver os mais diversos tipos de conflito.
O modelo foi inspirado nas Forças de Paz da Organização das Nações Unidas (ONU) e o funcionamento depende da cooperação dos estados.
Foto: Fernando Priamo/Tribunal de Minas
Fonte: Estado de Minas

DUPLA ACUSADA DE MATAR MOTOENTREGADOR É PRESA


Crime aconteceu este mês no bairro Santa Rosália e acusados cumprirão prisão temporária podendo ser pedida a preventiva
Dando cumprimento a mandado de prisão, a Polícia Civil de Poços de Caldas, município do Sul de Minas Gerais, prendeu, ontem, 24, dois homens acusados de matar o motoentregador Rafael da Silva Moraes, 36, no último dia 10. Rubbo Rodrigues Rossi, 38, nega ter comentido o crime, enquanto Júlio César Apolinário, 28, confessa ter participado do homicídio, porém, alega que a intenção era apenas assustar o motoentregador.
De acordo com o delegado Hernanni Peres, os nomes de Adriano e Júlio foram os primeiros a aparecer como suspeitos do crime, tanto que a própria Polícia Militar, que fez o primeiro atendimento, foi até a casa de Adriano. "Na ocasião os militares desconfiaram do fato dele ter demorado um pouco a atender a porta e por estar lavando roupas aquela horas da noite. Mas como não havia prova concreta contra ele, ele não foi detido”, explica.
Júlio era cunhado da vítima, que mantinha um relacionamento com a irmã do acusado, inclusive filhos, e Adriano também manteria relacionamento com ela. De acordo com o delegado, por esta questão Rafael e Adriano acabaram se desentendendo.
Ainda conforme as declarações do delegado, durante as investigações, a polícia descobriu que quem ligou para a pizzaria aonde Rafael trabalhava foi o próprio Adriano. Após pedir a pizza ele e Júlio se esconderam na mata e aguardaram que o motoentregador chegasse. Ocorre que, ao abordarem o entregador, viram que não se tratava de Rafael e liberaram o motociclista, que foi localizado e interrogado, afirmando que eram grandes as semelhanças de Adriano com as do rapaz que o abordou no dia do crime e também reconheceu as características físicas do Júlio.
Júlio declarou em seu depoimento que 15 dias antes do crime, Adriano o chamou e juntos planejaram o crime, mas que seria apenas para dar um susto. Na noite do crime, acrescenta o acusado, chegou ao bairro Santa Rosália já na hora do crime e descobriu que Adriano estava com uma faca.
Júlio admite ter abordado a vítima que tentou correr, mas foi atacado com um pedaço de pau, adicionando que, enquanto tomava os golpes de faca, a Rafael teria olhado para Adriano e reconhecido o autor. Alguns dias depois do crime, Adriano teria procurado Júlio novamente e dito que a polícia não chegaria a eles como autores do crime.
Dr. Hernanni também enfatiza a crueldade com que o crime foi praticado, os golpes com tamanha brutalidade que o cabo da faca chegou a quebrar, demonstrando a força empregada nos golpes que acertaram, principalmente, o pescoço da vítima.
Júlio e Adriano cumprem prisão temporária por 30 dias. Eles responderão por homicídio triplamente qualificado e poderão ter a prisão preventiva solicitada até o final do inquérito policial.

quinta-feira, 24 de maio de 2018

GREVE DOS CAMINHONEIROS JÁ CAUSA GRAVES REFLEXOS EM POÇOS DE CALDAS


Transporte público, Polícia Militar, saúde, supermercados, combustíveis, gás de cozinha, entre outros, já estão sendo afetados
A greve dos caminhoneiros entrou em seu quarto dias nesta quinta-feira, 24, e seus reflexos na vida dos cidadãos e cidadãs de Poços de Caldas, município do Sul de Minas Gerais, aonde se registra pontos de retenção nas principais entradas da cidade com bloqueio de todo e qualquer veículo de transporte de cargas, sendo permitida a passagem apenas de ônibus e carros de passeio.
A maioria dos postos de combustíveis, que ainda tem gasolina ou diesel, registra grandes filas e os condutores de motocicletas, carros, ônibus e até caminhões têm que esperar por grandes períodos para abastecer. Além disso, o que mais chama a atenção são os preços que sobem a cada dia. Na manha desta quinta-feira um posto elevou o preço do litro da gasolina para R$ 8,999, a fiscalização este no local e o valor foi reduzido para R$ 4,99, o que avaliado como absurdo. Outro posto de combustível vendia o litro da gasolina a R$ 4,59 ontem, 23. Hoje o valor estava R$ 0,20 mais caro. Na prática, os valores praticados estão na casa dos R$ 5,00.
Outra preocupação é em relação ao fornecimento do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). Alguns depósitos já têm mais nenhum botijão cheio para entrega e o preço está variando bastante e praticados a partir dos R$ 80,00. De acordo com notícias extraoficiais, uma revendedora chegou a pedir R$ 130,00 pelo botijão de gás de cozinha de 13 Kg.
A prática de preços abusivos em qualquer produto, seja combustível, alimentos ou outro produto pode e deve ser denunciado junto ao Procon local.
A paralisação obrigou a prefeitura a adotar medidas preventivas e o uso de toda a frota está condicionado à extrema urgência ou necessidade inadiável. Todo o maquinário ficou parado na garagem da administração municipal.
Na área da saúde a situação não é diferente. Até que as condições se normalizem, a ordem é economizar e as ambulâncias do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) são serão deslocadas em casos especiais, como acidentes com vítimas graves ou pacientes em extremo risco.
Até a Segurança Pública já adotou medidas preventivas. A orientação aos policiais militares é para que deixem as viaturas paradas em pontos-base e só se desloquem em casos extraordinários. A decisão visa otimizar o uso do combustível para garantir o atendimento das ocorrências de maior gravidade e ações de maior grau ofensivo.
O transporte coletivo urbano pode sofrer estrangulamento e, por falta de combustível, serviço ser paralisado a partir da próxima segunda-feira, 28. A empresa Auto Omnibus Circullare, concessionária do serviço em Poços de Caldas já determinou a paralisação dos carros de reforço de algumas linhas e tem condições de atender todas as linhas normais até amanhã. No sábado e domingo, 26 e 27, respectivamente, deve apresentar problemas.
O Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE) também emitiu nota solicitando à população que economize água evitar o racionamento e até mesmo a falta d’água. De acordo com a nota, apesar de a autarquia dispor de estoque, a paralisação está prejudicando o recebimento dos produtos químicos utilizados no tratamento da água, “esta é uma medida preventiva buscando assegurar o abastecimento para toda a população, até que seja restabelecida a normalidade”.
As redes de supermercados afixaram cartazes pedindo desculpas e a compreensão de seus clientes pela a falta de alguns produtos, principalmente verduras e legumes. De acordo com informações, alguns produtos tiveram seus preços aumentados em até mais do que o dobro, como é o caso do tomate, alface e batata inglesa.
Orientação
O Procon de Poços de Caldas orienta os consumidores para solicitar Nota Fiscal de todos os produtos que adquirirem cujo os preços praticados sejam exorbitante e estejam muito diferentes dos que eram exercitados antes da paralisação dos caminhoneiros.
Com base nestas notas, o consumidor poderá apresentar reclamação junto à unidade do Procon para que seus fiscais possam adotar as medidas cabíveis.
A entidade de proteção ao consumidor está localizada à Rua Pernambuco, 562, Centro, e funciona de segunda a sexta-feira, das 11h às 17h.
Outra forma de o consumidor se manifestar é através do atendimento não presencial, através do Procon Online, aonde é possível realizar atendimentos preliminares, apresentar reclamações contra empresas e serviços e esclarecimento de dúvidas.
O Procon Online pode ser acessado através do link https://goo.gl/jctbiM e maiores informações podem ser obtidas pelo telefone 3697-2260.
Mobilização

No intuito de dar apoio à paralisação dos caminhoneiros, a exemplo do que ocorre em outros municípios, os mototaxistas poços-caldenses programaram uma manifestação para amanhã, 25, com concentração na Estação Mogyana (Fepasa) e saída às 15h.
Os mototaxistas estão convocando todas as empresas de mototáxis e motoentregas para aderirem à manifestação, bem como todos os motociclistas e quem mais se interessar pela causa. “Vamos fazer uma manifestação em apoio aos caminhoneiros nessa sexta-feira... contamos com a presença de todos... é fundamental a nossa união, temos que mostrar que somos unidos. Chamem também seus amigos e vamos com a gente! Não é só o caminhão que pede socorro, mas, sim, a população brasileira! Acorda povo, vamos pra rua, tem que ser agora!”
Pauta
As lideranças nacionais dos caminhoneiros divulgaram uma nota apresentando a pauta de reivindicações da categoria dando prazo até a próxima segunda-feira, 28, para serem atendidos e as ações que deverão colocar em prática a partir da terça-feira, 29.
Leia, abaixo, a nota na íntegra:
Para evitar as mentiras da imprensa, segue abaixo a pauta dos caminhoneiros:
A) Frete mínimo nacional;
B) Corte total do Imposto PIS/CONFINS sobre o diesel e gasolina;
C) Redução dos pedágios para caminhoneiros;
D) Fim da CIDE (parcialmente cumprido pelo governo);
E) Renegociação das dívidas dos caminhoneiros; e,
F) Estradas em bom estado.
Essa é nossa pauta e o governo nada fez, apenas cortou a CIDE, porém, não sãotrês3 centavos que vai fazer o movimento parar.
O prazo para o governo atender nossas reivindicações é até segunda-feira, 28, mas com caminhoneiros paralisando as vias de acessos. A partir do dia 29 iremos radicalizar e paralisar ainda mais o governo. A partir de terça-feira, caso todas as pautas não sejam atendidas iremos:
1) Bloquear totalmente todas as estradas federais, deixando apenas veículos de polícias, ambulâncias e bombeiros passarem;
2) Paralisação total dos portos e aeroportos;
E nova pauta a ser incluída além das pautas de A a F, vamos incluir:
G) Renúncia do presidente;
H) Renúncia dos presidentes do Senado e Câmara;
I) Eleições antecipadas.
Quem quebrou a economia do país foi o roubo de vocês políticos. Acabou a brincadeira.
O prazo está dado e o relógio correndo.
Vocês políticos quando querem desviar recursos, aprovam até leis, porque não agora, aprovam leis para benefício do povo?
Cadê o povo brasileiro pra apoiar os caminhoneiros, o gigante não havia acordado? Cadê os agricultores com suas máquinas na pista ou não usam óleo diesel? Cadê os professores, médicos, polícia, cadê o povo brasileiro pra se unir e lutar pelo Brasil? Não é só o caminhão que pede socorro, mas, sim, a população brasileira! Acorda povo, vamos pra rua, tem que ser agora ou estaremos todos ferrados!”

‘BUTECO’ CAMPEÃO É REVELADO DURANTE FESTA


Vencedores foram definidos por mais de 30 mil votos dos “butequeiros” e jurados que estiveram nos 17 bares participantes
Enfim, ponto final a toda ansiedade sobre o melhor tira-gosto da 11ª edição do “Comida de Buteco” em Poços de Caldas, município do Sul de Minas Gerais. Durante agitada festa, a “Saideira”, festa de premiação e de confraternização entre os donos de botecos e suas equipes, imprensa, convidados e autoridades, realizada no Incantare Eventos, o grande vencedor da noite, a exemplo do ano passado, foi um estreante, o boteco “Cana Benta” (foto acima).
O campeão local serviu o prato “Escondidinho Invertido”, feito com purê de batatas com bacon, carne de panela na cerveja preta, requeijão cremoso, queijo e pimentas biquinho.
No ano passado, o vencedor daquela edição também foi um estreante, o “JK Bar”.
Em segundo lugar ficou o “Bigodeira”, com o petisco “Vulcão” (foto ao lado), uma cesta de massa de pastel recheada com costela bovina coberta com catupiry e parmesão gratinado, decorado com pimenta biquinho.
Na terceira posição (foto abaixo), com o tira-gosto “Trem do Avesso”, formado por linguiça suína à moda Toa Toa, assada, puxada na manteiga, coberta com queijo, ovo frito e banana empanada, ficou o “Toa Toa Bar”.
A novidade desta edição, vencido pelo Bar do Dodô” com o “Bolinho Surpresa Dona Benta”, foi o prêmio de R$ 1.500,00 para o boteco que fizesse, além do prato principal, um petisco que levasse no preparo a farinha de trigo “Dona Benta”, intitulado “Receita de Carinho Dona Benta”.
O “Comida di Buteco” é um concurso gastronômico nacional que visa o resgate da culinária raiz e a valorização dos botecos que são comandados por famílias. Este ano o evento aconteceu, simultaneamente, em 21 municípios das cinco regiões do Brasil.
Os vencedores foram definidos por mais de 30 mil votos dos visitantes “butequeiros” e os jurados que estiveram nos 17 bares participantes, entre os dias 13 abril e seis de maio. Foram avaliadas, com notas de zero a 10, quatro categorias – petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida. A apuração ficou sob a responsabilidade do instituto Vox Populi.
De acordo com os coordenadores locais, foram gerados mais de 80 empregos temporários na cidade, cerca de 10 mil petiscos do prato concorrente vendidos, além de mais de sete mil pratos da “Receita de Carinho Dona Benta”.
O campeão, “Boteco Cana Benta”, agora participará da eleição do “Melhor Buteco do Brasil”, que acontece em julho, em São Paulo, pelo terceiro ano consecutivo.
Quem não teve a oportunidade de conferir as delícias dos tira-gostos nos bares que competiram, ou desejam voltar a saboreá-los, não precisa se preocupar, ainda é possível fazer seus pedidos, todos eles estão incluídos nos cardápios.
Para conhecer os bares que competiram este ano, onde estão localizados e o prato que criaram para a competição basta acessar http://www.comidadibuteco.com.br e clicar no ícone da cidade que deseja.
Fotos dos Pratos: “Comida di Buteco”
Fotos: P. A. Ferreira

GREVE JÁ PROVOCA CANIBALISMO ENTRE AVES

Sem ração, frangos de granjas mineiras se agridem comendo as penas umas das outras e provocando ferimentos que levam à morte
A greve dos caminhoneiros, que impede a chegada de ração e insumos às granjas no interior de Minas Gerais, está provocando canibalismo entre os frangos. Normalmente, essa situação ocorre quando há uma superpopulação no local de criação ou quando há uma carência de vitaminas nos alimentos das aves. Elas então passam a se agredir comendo as penas umas das outras, o que chega a provocar ferimentos que podem levar à morte. “Os frangos estão comendo outros frangos devido à falta de ração”, diz o diretor da Associação Mineira de Avicultores (Avimig), Cláudio de Almeida Faria.
Altamente dependente do transporte, a avicultura é um dos setores que mais sofrem com a paralisação dos caminhoneiros. Desde o início do movimento, tem havido mortandade de pintinhos e também de frangos antes do ponto de abate por causa da falta de ração. Faria informa que está ocorrendo, nas unidades de criação no estado, a mortandade de 36 mil frangos por hora sem que os animais estejam em ponto de abate.
A mortandade de pintinhos também é elevada. “Os pintinhos saem das incubadoras e são levados para as granjas. Como não tem espaço nas granjas por causa da falta de abate, os pintinhos morrem com um dia de nascidos”, explica o diretor da Avimig.
“A situação é caótica”, afirma Faria, lembrando que a greve pode prejudicar também as exportações, por questão sanitária, em virtude da morte de animais, que podem gerar contaminação para as granjas. “Atualmente, o Brasil é o maior exportador mundial de frango. Com esta greve (dos caminhoneiros), poderá cair para o último lugar”, alerta ele.
O diretor da Avimig disse que entidade ajuizou uma ação com pedido de liminar junto à 5ª Vara da Justiça Federal, em Belo Horizonte, pedindo que seja determinada a liberação imediata da passagem de caminhões e carretas com rações e outros insumos do setor avícola para amenizar os prejuízos, que são “incalculáveis”. Até o momento, ainda não houve o despacho do juiz.
Segundo Faria, até a manhã desta quinta-feira, 24, 80% da produção de frangos em Minas Gerais já estavam paralisadas, pois, por causa do protesto dos caminhoneiros nas rodovias, cinco grandes abatedouros do estado suspenderam as atividades, localizados nos municípios de Sete Lagoas e Visconde do Rio Branco – na região central –, Passos – no Sul do Estado –, Uberlândia – no Triângulo Mineiro– e em Patrocínio – no Alto Paranaíba. Estão na iminência de também interromper a produção os abatedouros localizados em São Sebastião do Oeste – na região Centro-Oeste do estado, em Pará de Minas – na área central de Minas Gerais – e em Uberaba – no Triângulo Mineiro.
De acordo com o diretor da Avimig, com a paralisação das unidades, 11,8 mil trabalhadores estão parados nos abatedouros de frangos no estado. Minas Gerais é o 5º maior produtor nacional de aves, com o abate de 2 milhões de frangos por dia, ficando atrás do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo. A produção brasileira é de 22 milhões de frangos abatidos diariamente.
Foto: Maria Tereza Correia/EM/D.A Press
Fonte: Estado de Minas

PROCON LANÇA FORMULÁRIO DE ATENDIMENTO NÃO PRESENCIAL


Entidade de defesa do consumidor possui agora três formas de atendimento: presencial, pela internet e via formulário
O Procon de Poços de Caldas, município do Sul de Minas Gerais, inovou mais uma vez no atendimento à população. Buscando ampliar e agilizar o atendimento preliminar, foi lançado um formulário para atendimento não presencial. Ele está disponível no site da Prefeitura, na seção Procon Online, e também na sede da entidade.
O formulário deve ser preenchido à mão e protocolado diretamente na Prefeitura, juntamente com os documentos necessários, evitando que o consumidor pegue filas. As informações e documentos solicitados são bastante simples e o prazo para retorno da empresa reclamada é o mesmo das demais formas de atendimento: presencial e pela internet.
Procon Online
No Procon Online é possível realizar atendimentos preliminares, reclamações sobre empresas e serviços e esclarecimento de dúvidas, evitando filas e economizando o tempo dos cidadãos que necessitam da entidade. Há ainda pesquisas periódicas de preços de vários produtos, de combustível a cesta básica. O Procon Online está disponível desde junho do ano passado e pode ser acessado no link https://goo.gl/jctbiM.
A sede da entidade de proteção ao consumidor fica na Rua Pernambuco, 562, Centro, e funciona de segunda a sexta-feira, das 11h às 17h. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone 3697-2260.
Fonte: Portal Prefeitura

ANATEL REALIZA MEGA OPERAÇÃO EM SETE ESTADOS


Foram fiscalizados 30 endereços, entre galpões e escritórios, das grandes distribuidoras de equipamentos no país localizadas em 14 municípios
A Anatel realizou, durante toda a última terça-feira, 22, uma grande fiscalização junto às distribuidoras de equipamentos de telecomunicações para lacrar e apreender equipamentos não homologados e não certificados, em sete estados. A equipe de fiscalização contabilizou, até o momento, 10.225 produtos irregulares lacrados e apreendidos. O trabalho foi realizado com foco em produtos de rede, como transceptores de radiação restrita, antenas, telefones IP e cabos de rede.
O objetivo da operação foi coibir a comercialização irregular por empresas distribuidoras, fornecedoras e importadoras. Para realizar a fiscalização foi montada uma sala de coordenação em Brasília e outra em São Paulo. A operação envolveu 78 servidores da Agência.
A decisão da Anatel de fiscalizar estes distribuidores teve como ponto de partida várias denúncias recebidas. A Agência recebeu, nos últimos meses, diversas reclamações de associações e fabricantes de produtos de telecomunicações acerca da comercialização de produtos não certificados. Depois de verificar a consistência destas denúncias, as equipes da Anatel saíram a campo para fiscalizar 30 endereços, entre galpões e escritórios, das grandes distribuidoras de equipamentos no país localizadas em 14 municípios de sete estados.
A ação simultânea da Agência foi realizada nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Minas Gerais e Bahia. Nos casos do Paraná e Santa Catarina a fiscalização foi feita em conjunto com a Receita Federal. A Receita Federal já atua nos portos e aeroportos para verificar os produtos de telecomunicações importados.
Esses produtos podem trazer riscos para a saúde da população, por utilizarem materiais de baixa qualidade e não terem sido submetidos a testes mecânicos, elétricos e não respeitarem os limites de radiações eletromagnéticas definidos por regulamentação. O combate à comercialização de produtos não certificados também contribui para uma justa competição no mercado de produtos de telecomunicações entre fabricantes, distribuidores, fornecedores e importadores.
O superintendente de fiscalização da Anatel, Juliano Stanzani, considerou positiva a ação e avaliou que “a Anatel, dessa forma, sinaliza para a sociedade e para o mercado de fabricantes, distribuidores e importadores que está atenta a esse assunto e adotará providências para coibir a comercialização de produtos de telecomunicações sem a devida certificação”. O superintendente disse ainda que “existe uma previsão de se repetir esse tipo de ação ao longo do ano”.
A Agência irá instaurar processos administrativos que poderão resultar em multas a essas empresas. A coordenação centralizada da operação foi realizada pelo gerente regional de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins, José Afonso Cosmo Júnior, que explicou que “os equipamentos foram lacrados e poderão ser destruídos pela Agência”.
Fonte: Assessoria de Imprensa/Anatel

terça-feira, 22 de maio de 2018

‘COMIDA DI BUTECO’ APRESENTA VENCEDORES NESTA QUARTA


Público prestigiou, superou as expectativas dos organizadores e dos donos de botecos e mais de 30 mil votos foram apurados
É grande a expectativa em Poços de Caldas, município do Sul de Minas Gerais para conhecer qual é o tira-gosto campeão e o boteco grande vencedor da etapa municipal da edição 2018 do concurso gastronômico “Comida di Buteco”. A “Saideira”, Festa de Premiação e de confraternização entre os donos de botecos e suas equipes, imprensa, convidados e autoridades, acontece na noite desta quarta-feira, 23.
Este ano o “Comida di Buteco” aconteceu entre os dias 13 abril e seis de maio, movimentando não apenas os 17 botecos que disputam o título de melhor tira-gosto, mas, gerando emprego e renda, bem como movimentando a economia dos 21 municípios das cinco regiões do país que participam da edição.
De acordo com os coordenadores locais, mais de 80 empregos temporários foram criados, cerca de 10 mil petiscos do prato concorrente foram vendidos, além de mais de sete mil pratos da “Receita de Carinho Dona Benta”. “Cerveja, então, nem se fala, bem como a Água Mineral Poços de Caldas, Trident, Reserva 51, batata MacCain, que geraram um alto consumo fazendo a economia crescer significantemente no período”, observam.
Ao longo destes dias, os botecos da estiveram bastante movimentados e, de acordo com a coordenação, “os estabelecimentos concorrentes esbanjaram criatividade na elaboração dos tira-gostos e se esmeraram para atender ao gosto exigente do cliente também nos quesitos temperatura da bebida, atendimento e higiene”, tanto que, superando todas as expectativas, mais de 30 mil pessoas estiveram visitando os bares. “A movimentação nos negócios foi muito positiva e os botecos participantes festejaram aumentos de faturamento na casa”, enfatiza a coordenação.
Os votos desta comunidade “butequeira” e de um corpo de jurados, com notas avaliando quatro categorias (petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida), elegerão o melhor tira-gosto. O petisco leva 70% do peso da nota e as demais categorias 10% cada uma. O voto do público vale 50% do peso total e dos jurados 50%. A apuração foi feita pela Vox Populi e o esperado resultado será desvendado logo mais.
“A festa de premiação está sendo preparada com muito carinho e promete muita emoção, com música, boa comida, cerveja geladíssima, e o mais importante, reunirá os consagrados donos de bares da cidade que participam do concurso, bem como patrocinadores e autoridades, que terão uma noite de confraternização merecida após árduo trabalho”, garantem os organizadores.
Próximos Passos
Desta forma, chegando ao término da 11ª edição em Poços de Caldas, o “Comida di Buteco” de 2018 superou o sucesso das edições anteriores. “Na última reunião, realizada pela coordenadora regional, Mariana Silveira, e a coordenadora local, Angela Turda, com os participantes, a unanimidade do sucesso. “A organização é impecável. Fomos atendidos em todas as nossas necessidades prontamente. Trabalhamos muito, e realmente só temos a agradecer aos organizadores. Vendemos cinco vezes mais que o habitual e conquistamos muitos clientes novos. Mesmo tendo terminado, o petisco concorrente continua sendo procurado. Nossa expectativa agora é saber qual foi o mais votado e nos prepararmos para o evento do próximo ano”, relatam os donos dos botecos participantes.
Deste encontro, as coordenadas também ressaltam que tem dono de buteco planejando mudanças nas instalações e até outros que mudarão de local para melhor atender no “Comida di Buteco” 2019. “Precisamos já pensar em melhores acomodações. Depois desse sucesso, pra onde o boteco for a clientela vai também”, disse um deles.
Os participantes de Poços de Caldas aguardam ansiosos pela revelação do campeão que participará da eleição do “Melhor Buteco do Brasil”, em julho, em São Paulo, pelo terceiro ano consecutivo. “Temos que comemorar em São Paulo nossa participação. E torcermos para trazermos o título de Melhor do Brasil para Poços de Caldas. Será uma forma de agradecermos e de estreitarmos nosso relacionamento”, finaliza um concorrente local.
Quem não teve a oportunidade de conferir as delícias dos tira-gostos nos bares que competiram não precisa se preocupar, ainda é possível saborear todos eles, pois os pratos estão incluídos nos cardápios.
Para conhecer os bares que competiram este ano, aonde estão localizados e o prato que criaram para a competição basta acessar http://www.comidadibuteco.com.br e clicar no ícone da cidade que deseja.
Fotos: Ângela Turda/Coordenação Local